Coleção de Vinil

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Nostalgia 10 | Heart Shapped World (1989) - Chris Isaak

Ano: 1989
Gravadora: Reprise Records
Gênero: Blues, Country Rock, Soft Rock, Rockabilly, Pop Rock e Surf Rock
Obs: o álbum não está a venda.

Acredito que grande maioria nunca ouviu falar de Chris Isaak. Um cantor um tanto desconhecido para os brasileiros. Porém se colocar o clássico romântico oitentista "Wicked Game" para rolar, quase todos vão reconhecer a canção. Pois bem, no post Nostalgia de hoje vou comentar sobre o álbum de maior sucesso de Chris Isaak: o magnífico "Heart Shaped World". Um álbum bem complicadinho de encontrar em vinil, para falar a verdade nunca vi num sebo ou feira, olha que já procurei bastante. Recorri a internet e consegui comprar um vinil em excelente estado. Claro que eu vinil a sonoridade é muito melhor, mas isso não vem ao caso.
Christopher Joseph Isaak, mais conhecido como Chris Isaak, nasceu em 26 de junho de 1956, em Stockton, na Califórnia, Estados Unidos.
A música de Isaak é uma combinação de  Blues, Country Rock, Soft Rock, Rockabilly, Pop Rock e Surf Rock, com fortes influências de Roy Orbison e Elvis Presley.


Em 1984, assinou contrato com a Warner Bros e lançou o primeiro álbum Silvertone (Assista "Gone Ridin' "). Em 1987, lançou o segundo álbum auto-intitulado Chris Isaak (Assista "Blue Hotel" e "You Owe Me Some Kind Of Love"). Em 1988, seu contrato foi renovado e foi transferido para a Reprise Records.




A canção mais conhecida, "Wicked Game"  foi lançada em 1989, no álbum Heart Shaped World. A canção, em versão instrumental, fez parte da trilha sonora do filme Coração Selvagem (Wild at Heart) de David Linch.


Depois de ouvir a versão instrumental na trilha sonora do filme de 1990 de David Lynch, Lee Chesnut, diretor musical da estação Atlanta, começou a tocar a versão vocal e rapidamente se tornou a canção mais-solicitada da estação. Chesnut espalhou a canção em outras estações de rádio e em todo o país o single se tornou um sucesso Top 10 nacional em fevereiro de 1991, alcançando o 7 º lugar, conquistando vendas de mais de 500.000 cópias. Isso foi importante para impulsionar as vendas do álbum, porém, foi o vídeo fumegante com um topless Helena Christensen e Isaak sem camisa no surf e na praia, que fez a música fazer sucesso. Filmado em preto e branco, o vídeo passava direto na MTV. Esta a exposição que ajudou Isaak na sua elegante música e o vídeo erótico com uma supermodelo impulsionou ainda mais o sucesso do álbum.
O vídeo dessa canção foi dirigido pelo renomado fotógrafo Herb Ritts. Gravado em preto e branco, Chris Isaak contracenou com a top model dinamarquesa Helena Christensen, onde ambos rolavam na areia da praia, se abraçavam e sussurravam um no ouvido do outro. O vídeo foi sucesso na MTV Americana e no canal a cabo VH1. Reza a lenda que o cantor queria continuar o "jogo perverso" depois das filmagens, mas a modelo não quis saber do galã, pegou o cachê e se mandou.


World Heart Shaped foi terceiro lançamento Isaak, seguindo as tensas retro-inclinações de Silvertone e relativamente o pouco sucesso do álbum Chris Isaak. World Heart Shaped foi um lustroso, tecnologicamente o estado-da-arte da gravação das raízes rock para a época, e que ainda soa bem hoje, pois não foi marcado por uma mão pesada na cabine de gravação, como tantos registros daquele período. A capa do álbum apresenta uma fotografia em preto e branco de Isaak, pensativo e sozinho, no que parece ser o banheiro de um motel. Este não é o "American Boy", pois esta é uma cena que chama a atenção para o filme em que "Wicked Game" primeiro ganhou notoriedade.  A música  foi regravada recentemente pela banda finlandesa HIM (menores de 18 não assistam esse clipe (risos), tem uma Rita Cadillac fazendo strip-tease).


Outras canções do álbum apontam para diferentes sabores de mágoa, depressão e solidão. A faixa-título parece ser um "eu avisei", a partir de uma amante perdida para outro.
Don’t Make Me Dream About You” tem Isaak refletindo sobre uma garota que ele ama, mas que o sentimento não é recíproco.


Em "Nothing’s Changed”,  ele se prende a memórias e jura vingança pelo que sua amante fez para ele, atormentando-se na solidão. Já em "Blue Spanish Sky" o protagonista se vê incapaz de pensar em outra coisa que não a sua própria dor no meio do belo país.


Outro ponto brilhante do álbum é "Forever Young", onde o protagonista parece ingênuo o suficiente para acreditar que seu "amor será sempre verdade."
"Wicked Game" é a peça central inevitável do registro. Ele joga-se os pontos fortes da banda: baixo constante Salley e vocais, sensação instintiva de Johnson, a guitarra lírica de Wilsey, enquanto Isaak, permanece num vocal atormentado por demônios românticos.
Em "Wrong To Love You", Isaak recupera o cinismo e antes de insistir num único amor, ele canta "... sem palavras sussurradas ou votos que não podem se tornar realidade". Isaak continua: "Não há só a mim / aqui esperando por você." Algo que diz que não é uma caixa de chocolates que ele quer dar a ela.
Enfim, Heart Shaped World e um álbum que deve ser ouvido, apreciado e interpretado, é uma história romântica e erótica com diversos altos e baixos, podemos dizer assim.



Em 1993, Chris lança San Francisco Days (Assista "Can´t Do a Thing To Stop Me")  e dois anos depois Forever Blue (1995) (Assista "Graduation Day", "Go Walking Down There" e "Somebody's Crying")  e ainda no ano seguinte Baja Sessions (1996) (Assista "Think Of Tomorrow" e "Dancin"). Em 1998 ainda temos Speak of the Devil (Assita "Please").








Em 1999, a música "Baby Did A Bad, Bad Thing", fez parte da trilha sonora do filme De Olhos Bem Fechados (Eyes Wide Shut), de Stanley Kubrick, estrelado por Tom Cruise e Nicole Kidman.
A música está no seu álbum de 1995 e o vídeo da música para a canção é dirigido por Herb Ritts, que foi filmado em cores. Quem atuou no clipe foi Isaak e a supermodelo francesa Laetitia Casta em um quarto de motel.


Também, em 2000, fez parte da trilha sonora do filme Um Homem de Família, (The Family Man), com Nicolas Cage e Téa Leoni.
Em 2001, Chris Isaak lançou o álbum "Always Got Tonight" e também estreou seu próprio seriado de TV, o The Chris Isaak Show, que ficou no ar entre 2001 e 2004 no canal de TV a cabo Showtime, nos Estados Unidos. Este show de comédia adulta é comandado por Chris Isaak e sua banda tocando e atuando em episódios baseados em contos fictícios do próprio Chris Isaak. Sua primeira experiência como ator foi em 1988, com De Caso com a Máfia, de Jonathan Demme, tendo Michelle Pfeiffer como companheira nos sets.


O produtor de longa data de Isaak, Erik Jacobsen, foi fundamental para a carreia de Chris Isaak durante 15 anos. Jacobsen é conhecido por seu trabalho de produção com The Lovin 'Spoonful e álbuns solo de Spoonful, John Sebastian e Yester Jerry. Isaak deixou de trabalhar com Jacobsen em seu álbum de 2002, "Always Got Tonight". (Assista "Let Me Down Easy")


Em 2004 lançou ainda Christmas (Assista "Washington Square")  e a canção "Life Will Go On", fez parte da trilha sonora do filme Curtindo a Liberdade, (Chasing Liberty), estrelado por Mandy Moore e Matthew Goode. Sua faixa "Two Hearts" foi apresentado nos créditos finais do filme de 1993 True Romance, dirigido por Tony Scott, escrito por Quentin Tarantino e estrelado por Christian Slater e Patricia Arquette.
Em 2006, ele foi convidado por Johnny Hallyday para fazer um cover da música Fats Domino's, hit da banda Blueberry Hill. O dueto foi gravado ao vivo e editado no álbum La Cigale (2007, Warner Music) de Johnny Hallyday. No final deste registro você pode ouvir Chris Isaak agradecendo a estrela Rock'n'Roll francês como "O Rei".
Em 2009,  Chris lança “Mr. Lucky” um trabalho que não esquece os fãs de “Wicked Game”: “I Lose My Heart”, com Michelle Branch e “Breaking Apart”, parceria com a ‘hit maker’ Diane Warren traz a cantora Country Trisha Yearwood como convidada são bons exemplos.


Por falar em Country, Isaak mostra também sua persona ‘Roy Orbison’ em “Cheater’s Town” e ao mesmo tempo sua enorme adoração pelo Classic Rock de Tom Petty em “We Let Her Down”.
Como se vê, há música para todos os gostos. A grande proeza de Isaak é ser tão versátil musicalmente e ainda sim impor sua personalidade.
Em 2010, Isaak contribuiu com um cover de  "Cryng, Waiting, Hoping" de Buddy Holly, para o álbum de tributo, Listen to Me: Buddy Holly, lançado 06 de setembro de 2011.
Em 2011 lançou o seu álbum mais recente "Beyond the Sun", gravado em Memphis, Tennessee no estúdio Sun Records.


Nos anos 50 e 60, os estilos Pop que Chris Isaak defende têm, até certo ponto, sido sempre definido por uma certa quantidade de melodrama. Para alguns, ele será eternamente o “novo Frank Sinatra”. Para outros, ele será eternamente o cara que canta “Wicked Game”. E para aqueles que não se enquadram em nenhum dos dois grupos, ele pode ser considerado cantor, compositor, modelo, ator, comediante, apresentador de ‘Talk Show’ e até mesmo surfista. Difícil de rotulá-lo.


O talento de Chris Isaak é inegável, assim como sua versatilidade. Desconsiderando sua paixão pelas ondas (apenas um hobby, segundo o próprio), Isaak esbanja competência em tudo que faz: canta bem, compõe bem, é “boa-pinta”, atua bem. Musicalmente, que é o quesito em questão, Isaak possui perfil similar e parece ter decidido expor seu ecletismo.

Integrantes da Chris Isaak Band
Chris Isaak - vocal e guitarra
James Calvin Wilsey - guitarra
Kenney Dale Johnson - bateria e vocal
Rowland Salley - baixo e vocal

Músicas
Side One
"Heart Shaped World" – 3:26
"I'm Not Waiting" – 3:15
"Don't Make Me Dream About You" – 3:30
"Kings of the Highway" – 4:44
"Wicked Game" – 4:46

Side Two
"Blue Spanish Sky" – 3:57
"Wrong to Love You" – 4:17
"Forever Young" – 3:20
"Nothing's Changed" – 4:05
"In the Heat of the Jungle" – 6:20
"Diddley Daddy" – 4:05

Fotos do vinil

Fotos: Diego Kloss

Nenhum comentário:

Postar um comentário